segunda-feira, 21 de dezembro de 2009


O SER
Autor: Carlos H. Rangel

Que venha esse ser
Cheio de pureza
Para embelezar nosso horizonte
Para alegrar nosso futuro
Para estar ao nosso lado
Agora e sempre...
Que venha esse ser
Pequenino
Que se fará
Grande como nosso amor
Por ele....
Que venha esse ser
Para ser apertado
Em nossos braços
Com força
E estar ao nosso lado
Em cada amanhecer.


Que venha esse ser
Sempre
Em sua juventude
Em nossa velhice
Em toda eternidade...

DESEJO A TODOS UM FELIZ NATAL

12 comentários:

  1. Oi Proteus! Que lindo poema! Grande é a sua sensibilidade! Obrigada pela visita e pelo comentário em meu "Blog". Volte sempre que quiser e seja bem-vindo! Um abraço!

    ResponderExcluir
  2. Você não sabe?


    É a data que os cristãos do mundo inteiro comemoram o nascimento de Cristo o Deus feito homem que veio ao mundo para salvá-los...
    Independente de religião, é uma data para se encontrar os familiáres e também amigos e repensar as relações... Comunhão...
    É uma data triste/alegre ou alegre/triste...

    ResponderExcluir
  3. Bem, uma pequena informação para os meus seguidores: Eu não tenho religião... Já fui muito católico, fui da igreja Presbiteriana, Lí o Tao, Zen budismo, Krisna, Santo Daime, Candonbré, Sai Baba... todos os ismos...
    Hoje... acredito na "Entidade" não tenho religião. E por não ter religião, posso ser tudo:Cristão de toda espécie, budista, hinduísta, Taoista, mulçumano...

    ResponderExcluir
  4. Quanta vida e sensibilidade encontro toda vez que me permito entrar no seu mundo !!!!
    Parabéns !!!!
    Vc é especial!

    ResponderExcluir
  5. Obrigado Beta... Escrevo para vocês

    ResponderExcluir
  6. O interessante de tudo isso é que estou atraindo devagarinho pessoas sensiveis e que também gostam de escrever... Estilos difeentes mas "arte" nessa lingua maravilhosa que é o português... No filme Tempos de Paz, com TTony Ramos e Dan Stulbach, o personagem de Dan, diz que nossa lingua parece lingua de bebês e cita Carlos Drummond de Andrade... Assistam. É um filme muito bom...

    ResponderExcluir
  7. Nos natais passados da minha família, eramos centenas... Minha avó e suas quatro irmãs e a netaiada de todas elas. Todos reunidos em uma casa... Uma grande ceia... Havia jornalzinho falando de todos e amigo oculto. Ah!
    O Papai Noel aparecia... Todo ano era um Tio/primo... E primos não faltava... De 1ºgrau a 7º grau... Uma bagunça para entender o grau de parentesco de cada um...
    Ai, o tempo esse construtor/demolidor, foi levando uma a uma aquelas velhinhas... As familias de cada uma delas foram ficando na delas e faziam suas ceias sem o resto da família.
    Por fim, hoje passo o natal com minha mãe, minhas irmãs, meus sobrinhos e minhas quatro filhas... Não chegamos a vinte pessoas...
    Mas é legal ainda assim...
    Não temos amigo oculto nem jornalzinho...
    Mas temos um grande carinho um pelos outros...
    O resto da familía? Encontro nos enterros... E é uma festa ver todo mundo de novo... Verei todos no próximo...Enterro (que não seja o meu)

    ResponderExcluir
  8. Para mim o Natal é um feriando onde reencontramos os familiares.
    Depois os perdemos denovo. É tão preenchedor.

    ResponderExcluir
  9. Assisti a um filme mágico ontem... Avatar...
    Às vezes a realidade é como uma faca afiada sem cabo... E a fantasia ou o sonho se tornam uma realidade mais palpável... Nós brincamos nesse mundo virtual e encontramos seres virtuais que gostariamos que fossem mais reais... Que se pudesse tocar com os dedos e não com as teclas...
    Às vezes queremos mais... Desejamos mais...
    Queremos ver mais do outro... Rodeamos para descobrir... Outras vezes somos diretos...Como investigadores...
    Mas o outro é mágico... Não é real... è um sapo que caminha pelas ruas e um príncipe virtual...
    Mas existem pricesas que transitam livremente pelos dois mundos... E são reais... Maravilhosamente reais...

    ResponderExcluir

1267 - TRÊS MESTRES