domingo, 27 de dezembro de 2009



INTERNET
Autor: Carlos Henrique Rangel

(...)
Ninguém entrou?
(...)
Estou só... Precisando falar com alguém...

(Oi...)

Quem é?
(eu)

Pensei que estava trabalhando?
(estou... Mas sempre abro os e-mails)

abriu os meus?
(abri)

Porque não respondeu? Fiquei mal...
(foi de propósito...)

Gosta de me ver assim... Mal? Você é má...
(Queria ver o que você iria fazer...)

Não fiz muita coisa... Fiquei te esperando... Na verdade implorando em pensamento...
(bobo... Não era preciso...Eu estava aqui)

Mas eu não sabia... Agora sei... Da próxima vez te encho de poesias...
(aí eu respondo rápido)
Eu sei, você adora poesias...
(E você)
Não sei... às vezes acho que não...
(Bobinho, gosto sim... Eu te adoro...)
Eu que não demonstro isso né?
(Você se acovarda... Não quer me ver)
Não foi eu que não quis encontrar com você outro dia...
(Tinha compromisso combinado há tempos...)
Quem diz que quer alguém, dá um jeito... Como disse o grande Mestre: "Os amigos você sempre os terá... A mim... Não...Se ele não disse, pensou...

(como você é egoísta...)
Não sou não... Só queria te ver...
(Vem encontrar comigo em minha casa...)

Você sabe que não posso...
(Isso é uma perda de tempo... Adeus...)

Espera... Não vá ainda... Ei! Não vá...
(...)
Eu te escrevo amanhã... Um grande beijo... Não, dois grandes beijos...

Um comentário:

  1. eu já havia lido, e voltei para comentar
    é, por vezes nos vemos nesse texto.
    adorei sabe...

    beijinho em você.
    Isa.

    ResponderExcluir

1267 - TRÊS MESTRES