segunda-feira, 14 de dezembro de 2009


188 - JARDIM
Autor Carlos Henrique Rangel

Meu jardim
Tem as cores da vida
E os canteiros
São labirintos
Onde me encontro...
E outros se perdem...
Quando me encontram...


Estou ali em meio
Às rosas...
E as rosas... As rosas não falam...
Mas vêm...
Meu jardim tem de tudo...
Um pouco...
Muito de mim...


Reviro a terra,
Acaricio pétalas...
Beijo algumas flores...
Só algumas...
Meu jardim não é em sépia...
Tem as cores da vida...
É multicor mas predomina
o azul e o branco...


Mas tem verde...
E sépia também...
Há lugar para todos
No meu jardim...
Os canteiros
São labirintos
Onde me encontro...
Onde te encontro...
Onde nos perdemos...

Um comentário:

  1. Gosto do meu jardim sépia, sinto me expandir. Manifestar. Amo intensamente. Tudo.
    Hoje ele está embaçado. Preciso dormir mais.

    O medo empoeira seu jardim colorido.
    O medo é poderoso, ele pode transformar tudo que era luz, em poeiras e demonios...

    ResponderExcluir

1212 - FOICE