segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

187 - DESEJOS
Autor: Carlos Henrique Rangel

Há desejos que não falo...
Nem demonstro...
Sofro sozinho...
Tenho remorsos...
Há desejos
Que são segredos.
Impossíveis....
Doem no peito...
E eu finjo realizá-los
Em sonhos...
Há beijos que nunca
Foram dados...
Abraços perdidos
Na vontade...
Há palavras que
Nunca foram ditas...
Covardes desejos...
Acumulados em
Folhas amarrotadas
Do meu diário...


Há desejos que não
Podem ser realizados
Para não se diluírem
Na realidade...


Desejos duram para sempre...
A realidade não é eterna...
Ela se desfaz na decepção...


“E viveram felizes para sempre...”







2 comentários:

  1. Desejos secretos.
    Pode-se ver no olhar.
    Tenho desejos também...
    Secretos e surpreendentes, mas oculto permanecerá.

    ResponderExcluir
  2. Não faça isso...
    conte.
    Não transforme seus desejos em segredos...
    Olha,
    sou todo ouvidos...

    ResponderExcluir

1212 - FOICE