sábado, 19 de dezembro de 2009



Amar
Autor Carlos H. Rangel

A vida continua
Mesmo que as desilusões
Venham criar loucuras na mente
Mesmo que a verdade crie esperanças
E que as esperanças não passem de impulsos
Para viver...
Mesmo que viver se torne amargura
E a amargura a vontade de amar
E amar seja um doce sofrimento
E que o remédio seja o esquecimento
E o esquecimento um remédio não querido
E o querido, o que se sabe já perdido
E o perdido, uma vontade chorar...
A vida continua...


TEMPO DE AMOR
Autor: Carlos H. Rangel

Te amo
Mais a cada
Segundo
Te quero mais
Cada minuto
E morro por você
A cada hora
E me destruo
A cada dia
Pensando em você
Pensando em te ter
Sempre ao meu lado
Em cada segundo
Em cada minuto
Em todas as horas
Do dia.

JEITO
Autor: Carlos Henrique Rangel

Quero te ver
De outro
Jeito
Se houver
Outro jeito...
No escuro
De uma esquina
Num bar
Ou uma piscina
No mar...
No olhar...
No toque
De mão
De menino...
No beijo
Conhecido
De antes...
No segredo
De nossas noites...
Nas caricias
De velho amante...
Quero te
Ver de outro
Jeito...
Se houver
Outro jeito...



3 comentários:

  1. Esse site que vou indicar é legal, tem poemas interessantes:www.almadepoeta.com
    VOCÊ vai gostar...

    ResponderExcluir
  2. "Amar" foi um dos melhores que ja li de voce

    ResponderExcluir

1267 - TRÊS MESTRES