sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

241 - DESCARTÁVEL


241 - DESCARTÁVEL
Autor: Carlos Henrique Rangel

Descartável
Mundo Humano
Tudo se perde
Tudo se recria.
Fica um pouco
De sua cria
Na poeira
Do tempo.
Palavras ao vento
Formam Poesia.

3 comentários:

  1. Bela poesia!

    Parabéns e um Bom Fim de semana. :D

    ResponderExcluir
  2. Proteus, como sempre arrazando.
    Amo tudo que você escreve.

    É verdade né? Tudo se recria.

    Nada mais é inventado.

    ResponderExcluir
  3. A não ser aqueles que nascerem com o dom de criar. Como você!

    ResponderExcluir

1212 - FOICE