domingo, 7 de fevereiro de 2010

249 – Monalisa
Autor: Carlos Henrique Rangel

Os olhos de Monalisa
Me observam de seu tempo.
Quanto tempo olham os olhos?
Quantos a olharam?

Eu a vi primeiro
Quando menino.
Ela viu tantos...
Quantos meninos?

Quem a viu primeiro
A desenhou como mistério.
Que mistério empregou
Para olhar quem olhou?

Quem olha foi olhada
Com admiração.
Muitos olham quem olha
Com devoção...
Os olhos de Monalisa
Eu vi mais velho.
Quanto mais velhos
São os olhos que encantam?
Quanto encantamento
Nos olhos dos que olham?

Gioconda em olhos e sorriso...
Mas são em seus olhos
Que fixo a vista.
Olhos de Mona...
Olhos de Lisa...

(Brincando com alguém)

3 comentários:

  1. muuito bonita a poesia, suave e bem trabalhada!
    adorei.


    =*

    ResponderExcluir
  2. kkkkkkkkkkkkkkkkkk aposto que aquela de oculos é a ariana!

    ResponderExcluir

1212 - FOICE