terça-feira, 25 de maio de 2010

348 - EFEITO DA BORBOLETA
Autor: Carlos Henrique Rangel

Suas asas me tocaram
E eu te amei.
Mas voa por vários cravos...
Em jardins que não estou...
Eu,
 Pobre mato,
Só te vejo
E não me vê...
Não sei voar,
Nunca voei...
Queria ser flor
Entre flores
E seus vôos
Seriam meus,
Mesmo que outros
Fossem seus...
Suas asas me tocaram
E me apaixonei...
Perco a cor
Murcho as folhas...
Eu que era feliz
Agora não sei...
Fui tocado por suas asas.
Sou seu.
Fiz-me seu.
Nada mais serei.

Um comentário:

1245 - POSSÍVEL