segunda-feira, 22 de novembro de 2010


437 - QUANDO O MUNDO ERA SEM COR
Autor: Carlos Henrique Rangel

Quando criança, achava que o mundo dos antigos era sem cor... Em preto, branco e cinza.
Esse achar se devia aos álbuns de fotos da família...
Todos os pequenos quadros com pessoas eram sem cor...
Então, o mundo era sem cor...
Que triste mundo aquele de homens de ternos, mulheres de longos vestidos.
Todos... Todos sem exceção, sem cores.
Homens de ternos pretos e camisas brancas.
Mulheres de vestidos pretos ou cinzas...
Sentados em gramas cinza olhando jardins de flores brancas...
O mundo não tinha cor... Não as cores alegres do mundo de hoje...
Ficava a pensar... Quando a cor apareceu no mundo?
Em que momento?
Eu sabia que tinha nascido em um mundo sem cor porque havia fotos minhas neném e não tinham cor.
Pesquisei os álbuns até encontrar a primeira fotografia em cor...
Eu já com 10 anos...
Meu Deus!
O mundo tinha cor há tão pouco tempo...
Uma boa pesquisa necessita de entrevistas e entrevistei aquela que tudo sabe.
- Mãe, quem coloriu o mundo? – Perguntei.
Minha mãe, mestra que era, sorriu.
- Deus derramou as tintas no mundo...
Eu sorri para ela agradecido.
Agradeci também a Deus.
O mundo era bonito em cores...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1202 - ROMEU

1202 - ROMEU Autor: Carlos Henrique Rangel