sábado, 19 de junho de 2010

378 - POR VOCÊ
Autor: Carlos Henrique Rangel

Serei
O seu Super-Herói
Sem poder...
Com você posso tudo
Sem poder...
Por você
Enfrento o Mundo.
Dou cheques sem fundo.
Já disse: sem poder.
Atravesso auto-estrada.
Almoço em lixões.
Varro a calçada.
Picho corações.
Serei seu Super-Herói
Sem poder.
De colante sensual
De coração puro
E cheio de moral.
Por você
Trarei uma rosa
Da Lua.
Um sorvete
De Marte.
Montarei
Uma mula.
Serei seu Super-Herói
Sem poder
E poderei tudo
Por você.


379 - FOME
Autor: Carlos Henrique Rangel

A nossa fome
eu acalmo à noite.
Serei seu alimento
e você o meu...
Como Prometeu,
Amanhã estaremos
Prontos...
E novamente
Você será minha
E eu serei seu.




380 -CASA
Autor: Carlos Henrique Rangel

A minha casa que era a sua
Já não diz seu nome ao sabor do vento.
Nem o ranger das portas têm o som de sua voz...
Ninguém te lamenta nessa morada...
Não há vida a te desejar...
Apenas lágrimas da goteira que pinga
E uma cortina em coma...
Eu respiro sem você...
Ainda...



381 - AMOR DE VERÃO
Autor: Carlos Henrique Rangel

Palavras esquecidas
Na areia...
Não as ouço mais...
O amor de verão,
Quente como o Sol,
Perdeu-se com as primeiras
Folhas ao chão.
Nem mesmo seu nome
Ficou na lembrança.
Esqueci suas
Palavras ditas na areia.
Não os seus beijos...
Não os seus abraços...
Aquele amor de verão
Minha pele reclama.
Meu coração não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1194 - TEMPO

1194 - TEMPO Autor: Carlos Henrique Rangel