terça-feira, 10 de agosto de 2010

409 - EM SILÊNCIO
Autor: Carlos Henrique Rangel

Em silêncio
Você me visita.
Quase não sinto...
Apenas o seu perfume
Te denuncia...
Nenhum beijo recebo...
Um abraço se quer...
Sei que me olha.
Que me vê do seu jeito...
Eu... Fico sem jeito...
Sabendo que em silêncio
Você me visita...
Vela meu sono...
Povoa meus sonhos...
Em silêncio...

Visita-me...
Visita-me...



2 comentários:

  1. suavemente entra deixando
    apenas o perfume no ar!

    beijinho.
    Isa

    ResponderExcluir
  2. Sim Isa... O perfume se torna um suporte da memória do que foi e podia ser.

    ResponderExcluir

1202 - ROMEU

1202 - ROMEU Autor: Carlos Henrique Rangel