quarta-feira, 6 de julho de 2011

594 - CLARO ESCURO
Autor: Carlos Henrique Rangel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1391 - SILÊNCIOS

Há silêncios ruidosos que martelam, martelam...  Ditam coisas e não-coisas...  Há silêncios que tremem o corpo e forçam soluços... ...